Categoria: Opinião

O que me vai na veneta…

Movimento estudantil existe?

Movimento estudantil existe?

Longe de mim querer entender ‘o problema da USP”. Eu NÃO estudo lá. Mas gostaria de entender “o problema do movimento estudantil”.
Este foi um dia a maior arma desse país. Se você pode hoje invadir reitorias usando Chilli Beans e GAP pela bagatela de R$545 (a fiança estipulada pela “terrível e brutal” polícia paulista), agradeça ao movimento estudantil de verdade. Aquele que sangrou horrores na USP e na PUC pra que você tivesse hoje um “território livre”. Veja bem, eu disse PROTESTAR. Invadir prédios, depredar tudo, fazer festas e armazenar coquetéis Molotov na recepção NÃO encaixam na categoria.

Nada pessoal.

Nada pessoal.

Criamos perfis nas redes sem nenhuma interferência. Falamos o que queremos, e ninguém pode dizer nada a respeito. E acreditamos que “é tudo nosso”. Parece que finalmente conquistamos espaço pra sermos, sem limites. E os incomodados que se mudem, certo? Não é bem assim. Já começa no nome: rede social.