Desabafo de uma corinthiana

Eu sei que tenho coisas mais úteis a postar, mas… Só queria fazer uma observação. Peço que leiam com atenção até o fim, porque o desabafo se torna necessário.

TODAS as torcidas dos times brasileiros que foram disputar o Mundial tiveram a MESMA despedida no aeroporto. TODAS as torcidas encheram o saguão e entoaram hinos até o embarque dos times. E TODAS elas deram alguma confusão, em maior ou menor grau (toda aglomeração de gente empolgada e bêbada tem dessas). TODAS. Duvidam? O Youtube jamais deixaria mentir.

Ainda não acreditam? Esperem um pouco, trago mais provas.

Pois é. Todo mundo fez igual. Por favor, digam qual a diferença das comemorações acima para essa festa aqui.

Até as bandeiras foram hasteadas nos mesmos lugares. Não tem diferença NENHUMA; em todas as ocasiões, o que se vê é um monte de gente empolgada com algo, gritando muito, cantando, batucando e festejando. Mas por alguma razão cósmica, o que nos dois primeiros vídeos é chamado de  “celebração”, no último vídeo é chamado de “caos”. Claro. É o Corinthians. Deve doer reconhecer algo positivo no Corinthians.

Fica a dúvida. Por que vocês insistem em dizer que todo corinthiano é vagabundo, só serve pra vandalismo, e afins? Por que é tão difícil entender que TODOS OS TIMES SÃO IGUAIS? Sou corinthiana. Sinceramente, estou cansada dessa ladainha. Nada contra a rivalidade saudável, as brincadeirinhas bestas entre um e outro. Mas essa cegueira estúpida cansa. Gente que diz que “tem medo de corinthiano”, que festas assim deviam ser “proibidas”, que “time de classe não faz isso” e que “corinthiano é tudo vagabundo, sempre destrói patrimônio público”.  Alguém aí lembra da pobreza de espírito? Então, olha ela aí. Porque vagabundagem não tem etnia, sexo, religião, posição política ou time do coração. Criminalidade, menos. Pobreza também não. Estupidez? Nem se fala. Não adianta querer atribuir endereço específico a todo tipo de coisa, isso é simplesmente idiota.

Não torci contra o SPFC quando ele foi disputar os Mundiais (contesto os títulos, mas enfim, também fico feliz com meu Mundial de Verão e não vou matar a formiguinha alheia). Até pouco tempo, ainda torcia pro Palmeiras não cair. Respeito muito o Flamengo, e se nada do Timão estiver em jogo, mando um ou dois pensamentos positivos para o time, em prol de amigos torcedores. Também respeito o Santos, apesar de achar que lugar de cacatua é no zoológico (eu realmente não gosto do Neymar). Só peço o mesmo em troca. Não conseguem torcer? Ok, entendo. Mas vocês podem pelo menos guardar a palhaçada pra vocês? Em vez de morrer na frente da TV jogando pragas em eventuais resultados de Corinthians e Chelsea, que tal lerem um livro? Ajuda o intelecto, é bom pra vida.

É difícil assim, serem civilizados? É difícil conservar o amor pelo seu time e respeitar os demais? Dizem que são os corinthianos os loucos, mas foram os palmeirenses que vandalizaram Perdizes e Pompéia há algumas semanas. Dizem que são os corinthianos os maloqueiros, mas foram os são-paulinos fotografados destruindo o metrô de SP na última greve. Dizem que são os corinthianos os vagabundos, mas é a cacatua santista quem está dando exemplo de “responsabilidade” por aí, fazendo filhos a torto e a direito. Gente, por favor. Semancol nunca é demais. O Corinthians, querendo ou não, é o que representa o Brasil no campeonato. Acreditem: os ingleses não estão torcendo pelo Timão só porque o Manchester não está disputando. Ou eles vestem o azul do Chelsea, ou vão ler Jane Eyre pela enésima vez. Mostrem um pouco de patriotismo. E parem de falar de “caos”, “maloqueiragem” e “vandalismo” por aí. Não sejam pobres, por favor. Sabem como eu e Caco Antibes nos sentimos a respeito.

Sem mais. Apenas o recado da Nike. Era pra Libertadores, mas cai como uma luva agora.