blog-post-img-1175

É melhor falar agora

Peço que vocês tenham paciência pra ler. Acima de tudo, peço cuidado. Peço que peguem todos os pensamentos anti-tudo e joguem ali na lixeira. Isso vale para os pró-tudo também. Todos vocês: usem o bom senso. Ser anti-tudo, ou pró-tudo, não te leva a lugar nenhum. E vai fazer com que você não entenda uma palavra do que digo. Quem não entende, distorce.  Esqueça fascismos, socialismos, enfim. Apague essas coisas da cabeça e leia até o fim, antes de formar uma opinião.

A história tem um jeitinho curioso de se repetir. Você não vê o anúncio dessa reprise nos comerciais da Globo, e menos ainda nos convites do Facebook. Os eventos das últimas semanas são praticamente a abertura do “Vale a Pena Ver de Novo”. As pessoas nas ruas, querendo ganhar algo no grito, revoltadas com os problemas do país. O governo tem reunião extraordinária nesta sexta. Algo será anunciado disso. Sabe qual a única coisa que vai faltar nesse anúncio, pra todo mundo ver o que está se repetindo? Um comício.

Golpe militarPorque foi assim que o golpe militar de 1964 se deu. O governo do Jango não estava assim, uma Brastemp. As pessoas – pró e anti Jango – estavam nas ruas, marchando, tentando ganhar algo no grito. Ele fez um comício, e deu algo a elas. E numa sequência confusa de eventos, os militares colocaram Jango em fuga, assumindo o controle do país e conduzindo um regime totalitário, onde Bob Dylan não tocava no rádio.

O MPL – que se diz “esquerdista”, mas que eu chamo de “sonhador desinformado” – chamou todo mundo pra rua. Ele não fez ressalvas nos convites. A convite, o que eles chamam de “direita fascista” – e eu chamo de “idiota desinformado” compareceu. O movimento segue se omitindo. É uma simbiose estranha. O MPL não toma responsabilidade por seus manifestantes, e também não se separa claramente do que chama de “não manifestantes”. Dizer que não era não significa nada. Pra não ser, atitudes precisam ser tomadas.

Eu não gosto de turbas na rua. Se elas estão na rua, é porque além de não usarem seus direitos, estão impedindo os outros de usarem os direitos deles. Mas sabem quando essa turba realmente acionou meu sensor aranha? Quando disseram “não é por 20 centavos”. Eu tive certeza de que isso não ia prestar quando ouvi a turba uníssona: “o povo, unido, não precisa de partido”. Sabe quem gritava isso? Mussolini.

A imprensa divulga tudo isso com uniformidade, como se todos quisessem uma coisa só. E pra ajudar, a Globo infere que essa coisa é a cabeça da Dilma. Grande parte dos estrangeiros começa a escapulir. A Copa das Confederações quer ir embora. Eles têm sensor-aranha, sabem muito bem que a reprise pode começar a qualquer momento. Aí surge das catacumbas um partido militar. Cadê o MPL? Sumiu. A estrelinha apagou. Coisas estranhas e do arco da velha começam a ocorrer.

0,,15580468-EX,00Não sei vocês, mas eu gosto de ter direitos. Gosto de uma série de coisas que tenho no Brasil porque a Constituição Federal garante isso.

Sou niilista. Penso sempre na pior das hipóteses e me preparo pra ela. Mas escrevo aqui esperando o melhor. O melhor é que comecem a fazer valer os direitos que têm. E não, isso não é feito nas ruas, como podem comprovar. Vocês vão fazer valer direitos usando a Constituição e mostrando que ela vale muito mais que 20 centavos, que a legalidade e que a noção deturpada de ordem das organizações militares.

Ordem, meus caros, é a plenitude dos direitos em ação. Não é tanque na rua, não é fogo no lixo, não é cidade sitiada. Ordem é todo mundo junto usando a Constituição e fazendo todo mundo ver que ela não é um papel à toa pra Cersei rasgar (ou os militares, ou a tal da direita fascista, ou os tais socialistas esquerdistas, ou a bruxa Onilda).

Até onde sei, e pelo que a História ensina, é o único jeito de evitar a queda nesse abismo profundo, do qual estamos à beira, só olhando. Amigue, ouça com cuidado: saia do Facebook, desligue a TV, pegue seu passaporte e comece a correr… Ou vá processar algum político. São duas opções. A primeira é fácil. A segunda faz valer a Lei Maior. O que você escolhe?

Lekkerding 237 posts

Cúspide e Gêmeos e Câncer. Corinthiana não praticante. Indie até os ossos. Advogada. Blogueira. Eterna estudante. Jogadora de handebol e de rugby, aposentada compulsoriamente. Fã de cerveja, de um bom papo, da internets e da (boa) política. Amante de David Bowie e de Florence & the Machine. Chata. Sem mais.

"Quem sabe respirar o ar de meus escritos sabe que é um ar das alturas, um ar forte. É preciso ser feito pra ele, senão há o perigo nada pequeno de se resfriar. O gelo está próximo, a solidão é monstruosa (...) Quanta verdade suporta, quanta verdade ousa um espírito? Cada vez mais tornou-se isto pra mim a verdadeira medida de valor. Erro não é cegueira, erro é covardia... Cada conquista, cada passo adiante no conhecimento é consequência da coragem, da dureza consigo, da limpeza consigo... Eu não refuto os ideais, apenas ponho luvas diante deles... Lançamo-nos ao proibido: com este signo vencerá um dia minha filosofia, pois até agora proibiu-se sempre, em princípio, somente a verdade."

Friedrich Nietzsche

Porque toda semana - lembrem-se, minhas semanas são relativas - deixarei algo bacana pra vocês verem/ouvirem. Espero que gostem das escolhas.