blog-post-img-6082

Os crossovers que Hollywood fez pra mim – ou não

Depois de um longo inverno nesse site, é hora de viajar na esquizofrenia filmólatra desta que vos fala. E haja esquizofrenia. A modernidade proporciona lançamentos mensais, praticamente – e caso ninguém tenha reparado, a indústria cinematográfica não se renova tão rápido. O resultado disso é uma sucessão de filmes com atores em alta – e o ano nem na metade estava ainda, como você viu a mesma cara 4 vezes seguidas no cinema? É…
Os diretores trabalham muito, os atores também, as histórias são liberadas cada vez mais rápido e os rostos dos nossos personagens épicos vão parar em todo lugar. E se formos pensar bem nesse troca-troca imenso de rostos e histórias, encontramos os crossovers mais insanos do universo.
Hollywood, sem querer, fez sagas tão complexas quanto as Guerras Secretas, com esse monte de coincidências das telinhas e telonas. Querem ver? Vamos lá. Já aviso: Daqui pra frente, teremos spoilers. Leia por sua conta e risco.

Morgana Le Fay é mãe do Batman
Muita gente interpretou Morgana Le Fay. Uma das atuações mais memoráveis é a da Helen Mirren.

ph-12046

Como não amar a Morgana assim, gente?

E o Batman, onde entra nessa? Em 1994, Christian Bale fez um filme chamado Prince of Jutland. Bruce Wayne interpretou ninguém menos que Hamlet. Adivinhem quem é a mãe do Christian Bale no filme? Pois é. O Bátima foi gerado pelas forças do mal pra derrotar o Merlin. Detalhe: o tio dele no filme é ninguém menos que Gabriel Byrne. Ele já foi o demonho em Fim dos Dias (1999). Pensando bem… Cavaleiro das Trevas é um título bem adequado.

Batman matou os ancestrais de Drogon e Ned Stark
É melhor a DC tirar o Batman do rol de heróis, porque o Christian Bale ainda vai fazer do morcegão um vilão. Antes de encarnar o Cavaleiro das Trevas, Christian Bale fez Reign of Fire (2002). Neste filme, ele é filho de uma pesquisadora que cavou o buraco errado e achou um – tcharam – dragão, trazendo o fim da Humanidade. Como sobrevivente do apocalipse dracarys, Christian Bale conta a história pra gente, tendo o Rei Leônidas como mentor (ele ainda estava treinando pra governar Esparta) Adivinhem quem mata o último dragão macho do mundo. Adivinhem.

MV5BMjAzMjkyMzEyNF5BMl5BanBnXkFtZTcwNzgxMjIyNw@@._V1__SX1377_SY747_

E agora, quem poderá fazer dracarys?

Quanto ao velho lobo da casa mais azarada do Norte… Acharam mesmo que Ilyn Payne era o culpado? Sean Bean e Christian Bale estiveram no filme Equilibrium (2002). Eram muito amigos até que Bale teve que matar Ned Stark. Não que seja um choque (Sean Bean sempre vai morrer no final, então é provável que a culpa seja dele mesmo).

kate-beckinsale-christian-bale-royal-deceit

Olha como ela era purpurinada, gente

Selene, Batman e Wolverine: um affair complicado
Há muitos e muitos anos, quando o Bátima era só o filhinho de Morgana Le Fay – e muito inocente da vidinha – ele tinha uma namorada vampira. Mas ela também era inocente, dessas que brilham no sol, sabe? Kate Beckinsale e Christian Bale formaram par romântico em 1994, no Prince of Jutland. Esse par foi repetido em 2001, com o filme Laurel Canyon. Aí a vampira cresceu, resolveu largar a purpurina e a coisa ficou muito séria em Anjos da Noite (2003). O Batman estava fora da vida de Selene para sempre – ou até Pearl Harbor (2003), onde ela contracenou com Ben Affleck (que será o Batman no próximo filme do Homem de Aço). Mas Selene cansou dessa vidinha adolescente e preferiu uma coisa mais madura, sabe? E pra namorar uma vampira, ninguém melhor que um mutante como Wolverine. Quando Selene o conheceu, ele ainda atuava como Van Helsing (2003). Claro, isso não durou muito. E nós também preferimos o Michael, Selene.

Os Tyrell governaram a Inglaterra ao lado do Drácula, com a ajuda do Superman
Ok, essa deu nó. Eu sei. É que numa realidade paralela, Kal-El passou pela Inglaterra do século XVI – em Hollywood, túneis do tempo e wormholes estão disponíveis em todas as esquinas, então é fácil pra todo mundo desembocar nesses cantos remotos do espaço e do tempo Lá, ele ficou muito amigo do rei Henrique VIII e conheceu sua rainha, Margaery Tyrell, que também usou um wormhole. Já que não dava pra ser A rainha em Westeros, ela foi ser A rainha em outro lugar.

tumblr_mxrpppcjpu1qhkkp7o1_250

Chora, Cersei.

É que Natalie Dormer interpretou Ana Bolena em The Tudors (2007). E o nosso homem de aço também estava lá. Henry Cavill era Charles Brandon, um dos melhores amigos do rei. Aliás, Henrique VIII era ninguém menos que Vlad Tepes, o Empalador. Jonathan Rhys-Meyers, que encarnou o rei na série, hoje interpreta o príncipe dos vampiros na série Drácula, da NBC.

Lois Lane: nunca fui santa
As pessoas ainda não decidiram se gostaram ou não de Man of Steel (gente, superem, Zack Snyder já partiu pro próximo). Acho que elas vão gostar menos de saber que Bruce Wayne traiu Clark Kent. Duro golpe na Liga da Justiça.

man-of-steel-scream-we-re-not-going-to-see-that-batman-v-superman-footage

Isto porque Christian Bale (de novo. Tá vendo? Ou você encarna um personagem épico… Ou trabalha) fez American Hustle (2013), e o par romântico dele é ninguém menos que Lois Lane. É. Amy Adams interpreta Sydney Prosser, a mocinha que caiu de amores pela pança e pela calvície do Batman. Detalhe que o Bátima conseguiu roubar o coração da Lois Lane enquanto era casado com a Mística (Jennifer Lawrence, gente! Ela estava em American Hustle, cantando Paul McCartney e tal. Deve ser por isso que surtou em Days of the Future Past). A gente já devia saber que Lois não era nada santa. Esqueceram que ela roubou o Ciclope da Jean Grey em Enchanted (2007)? Então. A Lois é colecionadora de heróis e causadora de barracos.

tumblr_mqo1lqwW3E1rx419io1_500

E ninguém contava com essa.

A Rainha Amidala é irmã da Viúva Negra
Caso ninguém tenha reparado, foi Natalie Portman quem interpretou a Rainha Amidala nas prequels de Star Wars. Hoje ela é a donzela do Thor, aka Jane Foster. E Natasha Romanoff com isso? Quase nada. Exceto o sobrenome Boleyn. Natalie Portman e Scarlett Johanson atuaram juntas em The Other Boleyn Girl (2008). Esse filme traz um retrato inusitado da Ana Bolena – aquela, que fez Henrique VIII revirar a Inglaterra só pra casar com ela. Este era o papel de Natalie Portman, e Scarlett Johanson a irmã dela, Mary. As duas tiveram relacionamentos com o rei Henrique VIII nesse filme. O que nos leva a outra revelação…

A Rainha Amidala trocou Lord Vader pelo Hulk, e depois ficou com o Thor
Eu disse que esta mulher estava no centro das polêmicas do universo, não disse? Depois de levar Lord Vader para o lado Sith com sua morte, a Rainha Amidala viajou pela existência até encontrar Bruce Banner. Explico. Natalie Portman atuou com Eric Bana em “The Other Boleyn Girl”. Ele fez o rei. Naturalmente, o rei e a Ana Bolena se casaram, tiveram uma filha e ela foi decapitada depois (pobre Amidala, morreu de novo). Mas em 2003, Eric Bana interpretou um certo cientista que, depois de ser exposto a raios gama, começou a ficar extremamente verde e irritado. Talvez o Hulk tenha viajado no tempo para governar a Inglaterra e a Rainha tenha aproveitado isso para gerar mais seres cósmicos e poderosos… Elizabeth I é, até hoje, o monarca mais grandioso da Inglaterra. Agora, a Rainha está de novo viajando o tempo e o espaço. Acho que ela quer gerar um asgardiano cósmico. Que exército é esse, hein dona Amidala?

A Viúva Negra tem um Jedi, o Batman, o Hulk, o Wolverine, o Robin e o Sherlock Holmes no currículo
Que Scarlett Johanson tem uma carreira agitada, todos nós sabemos. Mas ela fez uma bagunça de proporções cósmicas no mundo das HQs. Em A Ilha (2006), ela fez par “romântico” com ninguém menos que Obi-Wan Kenobi – talvez ela já soubesse dos planos da Natalie Portman e quis dar algumas dicas para Ewan McGregor… Não deu muito certo. Depois, ela conheceu o Wolverine. O affair deles durou 2 filmes: Scoop (2006) e O Grande Truque (2006). Eis que entra em cena o Bátima e rouba a Viúva Negra do Wolverine (de novo! Sério, começo a pensar em teorias da conspiração tendo o Christian Bale bem no meio). Foi um affair explosivo, mas não durou muito. Logo, Natasha Romanoff se encantou pela sagacidade de ninguém menos que Sherlock Holmes, que pegou um túnel do tempo e foi parar na Londres de Henrique VIII. Mas nem Benedict Cumberbatch pôde competir com os atributos reais. E a Viúva ficou com o Hulk. Não durou muito. A Viúva Negra achou uma vítima da DC logo – o pobre Robin entrou no radar dela em Don Jon (2013). Parece que a Romanoff arrasou tanto o pobre Joseph Gordon-Levitt que ele foi se matar em Sin City (2014).

359byoj

Sim, dona Romanoff, é demais pra gente.

Spock é um serial killer
HÁ! Essa aqui, Hollywood não explica. Ninguém explica. A saga Jornada nas Estrelas dedicou aeons da existência pra mostrar o Sr. Spock como o Vulcan exemplar: sensato, racional, pacífico, vivendo uma vida longa e próspera. Então veio 2009. E Star Trek estreou. O Sr. Spock foi interpretado por Zachary Quinto. E daí? Bom… Você lembra o que Zachary Quinto fez antes disso? Eu lembro.

Hm... Não.

Hm… Não.

Numa vida não tão distante, o Sr. Spock era Sylar, o serial killer mais poderoso que a TV já viu (sorry Dexter, mas é verdade). Sylar passou 4 anos serrando cérebros só pra pegar o poder alheio. Por acaso ele alcançou o Nirvana quando a série acabou e ficou zen o suficiente pra virar Vulcan? Sei não… Se eu fosse o Kirk, tomava cuidado.

Vocês acham que tirei tudo isso do IMDB? Queria dizer que sim, mas a verdade é que assisto filmes demais. Prefiro filmes e livros a séries. E como disse, a indústria não se renova rápido. Toda vez que um ator assina um contrato pra encarnar um personagem, ele precisa pensar umas 15 vezes – dependendo de quem ele vai encarnar, dos colegas de elenco… Acontecem bagunças como essas. E muito mais – tenho certeza que deixei coisas de fora, como a longa amizade de Viktor e Dumbledore com a Evanora, a bruxa má de Oz (veja o filme Page Eight e entenda). E tenho certeza que outras dessas ligações perigosas (ou cômicas, ou simplesmente loucas) estão por aí.

751844

Pra fechar: Claro que Sherlock Holmes é extraordinário. Ele não é daqui. KHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAN!

E chega, né? Foi asneira demais pra um texto só. Tem mais algum filmólatra leitor que lembre de outros crossovers malucos? Manda ver nos comentários então! Até a próxima!

Lekkerding 236 posts

Cúspide e Gêmeos e Câncer. Corinthiana não praticante. Indie até os ossos. Advogada. Blogueira. Eterna estudante. Jogadora de handebol e de rugby, aposentada compulsoriamente. Fã de cerveja, de um bom papo, da internets e da (boa) política. Amante de David Bowie e de Florence & the Machine. Chata. Sem mais.

"Quem sabe respirar o ar de meus escritos sabe que é um ar das alturas, um ar forte. É preciso ser feito pra ele, senão há o perigo nada pequeno de se resfriar. O gelo está próximo, a solidão é monstruosa (...) Quanta verdade suporta, quanta verdade ousa um espírito? Cada vez mais tornou-se isto pra mim a verdadeira medida de valor. Erro não é cegueira, erro é covardia... Cada conquista, cada passo adiante no conhecimento é consequência da coragem, da dureza consigo, da limpeza consigo... Eu não refuto os ideais, apenas ponho luvas diante deles... Lançamo-nos ao proibido: com este signo vencerá um dia minha filosofia, pois até agora proibiu-se sempre, em princípio, somente a verdade."

Friedrich Nietzsche

Porque toda semana - lembrem-se, minhas semanas são relativas - deixarei algo bacana pra vocês verem/ouvirem. Espero que gostem das escolhas.