blog-post-img-689

Pensando a Matrix

 

Você lembra como era a internets antes? Essa pergunta vai muito além de SOPA e de PIPA. Antes, era fácil decidir o que ver, o que querer e o que obter na nets. Mas as coisas mudaram bastante, não?

912966_700bMuito antes de SOPA, PIPA, ACTA e afins aparecerem, as coisas já tinham mudado, e sem interferência externa. O Google mudou a cara dos serviços mais “pop”: GMail, Youtube e Blogger. O Facebook também visitou o cirurgião plástico. Nem todos ficaram felizes com isso. Antes, a opção “mudar o visual” era garantida ao usuário. Não gostou? Configure à vontade. Agora, os tempos são outros. E trazem as mudanças mais estranhas do universo.

Vejam o Youtube: antes, o favicon era lindo. Agora, é simplesmente constrangedor. Isso, sem mencionar a interface chatinha e o pique – esconde dos “botões” de remover da lista, ou da tela inicial.

Enquanto estamos todos concentrados na SOPA, esquecemos o detalhe básico: a internet está tolhendo liberdades sozinha. Aliás, ela nunca deu liberdade a ninguém; só criou uma das ilusões mais doces da História.

Um estudante de Direito europeu descobriu esta doce ilusão no Facebook.

E outra: desafio vocês a eliminar as tão famosas listas. Essa parte é intrigante.

A lista sai organizando seus amigos. Você não pediu por isso, mas lá está ela, agrupando e dizendo quem deve estar em qual lugar. Como ela sabe que o amiguinho deve estar na lista X, e não na lista Y? Em tese, ela não deveria saber. Ela não deveria remexer todas as suas informações – e dos seus amigos – pra combinar os lindos logaritmos do jeito dela e infernizar sua vida. Isso, sua mãe já faz.

Não precisamos falar do controle das informações compartilhadas, certo? Todos estão carecas de saber que os critérios pra classificação de “spam” e “conteúdo malicioso” do Facebook não são, exatamente, imparciais.  O legal é que nem nas mensagens privadas, as pessoas podem repassar o que quiserem.

O Google está trilhando o mesmo caminho. Adicionar serviços à sua conta é muito sedutor, mas se não gostar… Tente desvincular, e conheça o inferno.

Segue o depoimento de uma usuária do GMail, pra não deixar dúvidas:

“Não adiantou eu NÃO querer mudar meu GMail para a ‘nova aparência’. O treco mudou sozinho, e o comandinho de “voltar para a aparência anterior” já avisa que é só ‘temporariamente’. #quedizê… não tenho escolha. Bora digerir a nova aparência compulsoriamente. ¬¬”

Quando a internet “começou”, era uma maravilha. E fomos todos pelo buraco de Alice. Agora, o jogo começou a mudar. O povo reclama do governo, mas o Obama não está fazendo isso. Nem a Dilma. David Cameron, menos ainda.

Estamos sendo lentamente encaixotados, justamente naquilo que mais gostamos na nets. E acho estranho ver os gigantes bradando “stop SOPA”, enquanto colocam a sopinha na surdina. Porque eles andam impondo padrões ao que supostamente dependia do seu arbítrio, e que só você controlava.

Não digo que a empresa não pode mudar o visual, ou trazer novidades ao usuário. Digo apenas que é direito do usuário não gostar desse visual novo e continuar no antigo, ou não usar a novidade – e se usar, ter liberdade para configurar como quiser. Não era essa a premissa da internets?

E eis que me pego sentindo falta de algo que me permita questionar o Google sobre o paradeiro do meu “remover” no Youtube, ou solicitar ao Facebook que desabilite as listas padrão adicionadas ao meu perfil por livre e espontânea pressão. Esse algo não é o SAC das empresas – o honorável estudante de Direito já ensinou, e a Telefonica está cansada de provar que quem menos resolve problemas para o consumidor é o SAC, certo?

Regular a internet. É saudável. E é necessário. Porque sem regular, estamos à mercê de quem entende, e controla. Claro que não devemos deixar isso na mão de velhinhos babões que mal sabem usar um celular, mas precisamos pensar nisso urgentemente. Ou voltaremos todos para a caixa.

E pra quem acha que está tudo ótimo… Mark Zuckerberg sempre dará um chocolate.

Lekkerding 236 posts

Cúspide e Gêmeos e Câncer. Corinthiana não praticante. Indie até os ossos. Advogada. Blogueira. Eterna estudante. Jogadora de handebol e de rugby, aposentada compulsoriamente. Fã de cerveja, de um bom papo, da internets e da (boa) política. Amante de David Bowie e de Florence & the Machine. Chata. Sem mais.

  • Lekkerding

    Eu preciso do meu Gmail. Trabalho com ele ‘-‘

  • Lekkerding

    EULA? Desconheço. Por um instante, achei que falasse da ACTA.

    Sim, eles podem alterar os serviços, mas a essência do negócio? Lembro que o Google era um dos campeões da privacidade. Agora, quer vender meus dados para o mundo inteiro – e sem me pedir autorização, ou repassar a bufunfa. A essência do negócio mudou. Aí, a coisa fica séria

  • Rodrigo Otávio Moraes

    Entao, o provedor alterar seus serviços eh totalmente um direito dele, nao tem pq nao ser assim. O problema nisso tudo, eh que nos tornamos dependentes desses serviços. Mas isso, eh mais por um comodismo do que uma necessidade, na realidade, ninguem precisa do gmail, ou do facebook ou do blogger.
    existem varias outras opcoes de serviços e meios de se comunicar…
    eh uma troca, sua privacidade por uma comodidade. Mas ai vem a pergunta, quem leu o EULA ?

    Ah! Sobre PIPA/SOPA e afins… eh um tanto diferente a situação. Em termos técnicos mesmo. eh bem mais serio do que o uso de um serviço.

  • Rodrigo Otávio Moraes

    Entao, o provedor alterar seus serviços eh totalmente um direito dele, nao tem pq nao ser assim. O problema nisso tudo, eh que nos tornamos dependentes desses serviços. Mas isso, eh mais por um comodismo do que uma necessidade, na realidade, ninguem precisa do gmail, ou do facebook ou do blogger.
    existem varias outras opcoes de serviços e meios de se comunicar…
    eh uma troca, sua privacidade por uma comodidade. Mas ai vem a pergunta, quem leu o EULA ?

  • Lekkerding

    Acredito que o Friend Connect será desativado em meados do ano.

  • Pior é que é isso mesmo…
    Tava mexendo no blog outro dia e tem lá a opção de colocar o perfil do Google + no lugar do perfil do Blogger, coloquei, mas não curti, voltando a colocar o perfil do Blogger.
    Quanto tempo até obrigarem a usar o perfil do Google + lá?

"Quem sabe respirar o ar de meus escritos sabe que é um ar das alturas, um ar forte. É preciso ser feito pra ele, senão há o perigo nada pequeno de se resfriar. O gelo está próximo, a solidão é monstruosa (...) Quanta verdade suporta, quanta verdade ousa um espírito? Cada vez mais tornou-se isto pra mim a verdadeira medida de valor. Erro não é cegueira, erro é covardia... Cada conquista, cada passo adiante no conhecimento é consequência da coragem, da dureza consigo, da limpeza consigo... Eu não refuto os ideais, apenas ponho luvas diante deles... Lançamo-nos ao proibido: com este signo vencerá um dia minha filosofia, pois até agora proibiu-se sempre, em princípio, somente a verdade."

Friedrich Nietzsche

Porque toda semana - lembrem-se, minhas semanas são relativas - deixarei algo bacana pra vocês verem/ouvirem. Espero que gostem das escolhas.