blog-post-img-1182

Rapidinho: cura gay

Publiquei no Facebook ontem, mas pode ser que não tenham visto. Xinguem o Leo Ferreira. Ele é muito insistente e estou com dois (mil) textos aqui na fila.Sabe a cura gay? Então, eu não gosto dela, e as implicações que ela dá me deixam com gastrite. Mas vamos explicar o que é isso, porque tá todo mundo perdido.

A PDL 234/2011 não é uma lei. É um decreto legislativo, medida exclusiva do Congresso que só serve para as seguintes coisas: ratificar atos internacionais, sustar atos normativos da presidência (da República), julgar anualmente as contas prestadas pelo chefe do governo, autorizar a presidência e a vice-presidência a se ausentarem do país por mais de 15 dias, apreciar a concessão de emissoras de rádio e televisão, autorizar em terras indígenas a exploração e o aproveitamento de recursos hídricos e a pesquisa e lavra de recursos minerais. Só. Mais nada.

Ainda que esse decreto legislativo passe, ele não vai te afetar em nada. A Constituição cuida bem disso. Ele não tem força de lei para o cidadão comum. Ele só poderá obrigar o CFP a cancelar sua resolução, mas isso se ninguém notar a idiotice do João Campos antes.

Quem é João Campos? Ah, é o mesmo idiota que propôs que a Assembléia de Deus pudesse apresentar ADINs e ADECONs. Eu falei no blog, lembram? Ainda estou devendo, eu sei. Vamos ver se deixo de prometer e pago essa até agosto. Enfim. João Campos é deputado federal por Goiás. Ele já está em seu terceiro mandato. Se você tiver massa encefálica saudável, não olhe o Twitter dele, não veja o site dele, enfim… Corra. Porque a sandice religiosa desse homem pode ser contagiosa.

Gollum: qualquer semelhança, não posso garantir que seja mera coincidência.

Gollum: qualquer semelhança, não posso garantir que seja mera coincidência.

Gostaria de entender o que acontece nas mentes de Goiás pra deixar um mentecapto desse lá na Câmara por três vezes consecutivas, mas enfim. O Conselho Federal de Psicologia tem uma norma interna que proíbe os psicólogos de dizer que homossexualidade é doença, ou de tratar a homossexualidade assim. Isso, desde 1999.O João Campos – que é um manolo que eu odeio – propôs um decreto legislativo pra sustar essa resolução, e “permitir” que psicólogos digam por aí que ser gay é um transtorno psicológico. Lembrando: doença, só médico trata. E psicólogo não é médico (pelo menos nos termos legais, é assim que estamos).

Keep calm e leia até o fim, Johnny.

Keep calm e leia até o fim, Johnny.

Vejam bem: eles não implementaram uma cura gay. Eles pretendem tirar dos psicólogos a proibição de dizer que isso é transtorno. Parece uma coisa boazinha, certo? Que lindo, evangélicos ativistas da liberdade de expressão.Pois bem, não é.Se você trata algo como doença, ou transtorno, você pode muito bem vender um tratamento ou cura pra isso. E onde vocês acham que a tão anunciada “cura” ou “tratamento” faria sucesso? Onde? Evangélicos também trabalham. Eles estudam, se formam, têm carreiras como médicos, advogados, e… Psicólogos. Eu imagino quantos psicólogos-irmãos as congregações de Marco Feliciano e João Campos possuem, ávidos a bradar nos cultos como eles conseguem curar todo mundo.

O Doutor acabou de ver o que se fez aqui, ahá

O Doutor acabou de ver o que se fez aqui, ahá

Mas prosseguindo. Vocês viram que o decreto legislativo não faz quase nada pra ninguém. É praticamente um poodle. E certamente não deveria encostar do CFP, que é entidade de classe, e não tem absolutamente nada a ver com as competências do decreto legislativo. Então, como o João Campos conseguiu passar isso? Ele colocou o CFB como entidade do Poder Executivo (ele bebeu diesel e comeu banana pra isso, mas como diz lá o meme, “tá serto”). Assim, ela caiu, de forma bem genérica, na competência do decreto legislativo (lembram do “ato normativo da Presidência”? Pois é). Acho que ele fez de propósito. Normalmente, esses decretos são tão idiotas que ninguém dá importância. Provavelmente, foi pra tentar empurrar isso de forma sutil, pra ninguém saber de nada.

Isso é simplesmente ERRADO. Mas as bancadas pelas quais isso tem que passar estão cheias – CHEIAS – de evangélicos. Mais: evangélicos da igreja DELE (a saber: João Campos é pastor da Assembléia de Deus). Aqui, o problema não é (tanto assim) o Marco Feliciano, ele é só (mais) um facilitador. Como decreto legislativo é coisa exclusiva do Congresso, não passa por veto presidencial, como projeto de lei. Ele pode, no entanto, ser contestado judicialmente desde já.

Você, que adora gastar tênis na Paulista e pôr minha Constituição em perigo: favor contatar seu advogado, ou pelo menos atazanar o Ministério Público para que ele aja. 

Lekkerding 237 posts

Cúspide e Gêmeos e Câncer. Corinthiana não praticante. Indie até os ossos. Advogada. Blogueira. Eterna estudante. Jogadora de handebol e de rugby, aposentada compulsoriamente. Fã de cerveja, de um bom papo, da internets e da (boa) política. Amante de David Bowie e de Florence & the Machine. Chata. Sem mais.

"Quem sabe respirar o ar de meus escritos sabe que é um ar das alturas, um ar forte. É preciso ser feito pra ele, senão há o perigo nada pequeno de se resfriar. O gelo está próximo, a solidão é monstruosa (...) Quanta verdade suporta, quanta verdade ousa um espírito? Cada vez mais tornou-se isto pra mim a verdadeira medida de valor. Erro não é cegueira, erro é covardia... Cada conquista, cada passo adiante no conhecimento é consequência da coragem, da dureza consigo, da limpeza consigo... Eu não refuto os ideais, apenas ponho luvas diante deles... Lançamo-nos ao proibido: com este signo vencerá um dia minha filosofia, pois até agora proibiu-se sempre, em princípio, somente a verdade."

Friedrich Nietzsche

Porque toda semana - lembrem-se, minhas semanas são relativas - deixarei algo bacana pra vocês verem/ouvirem. Espero que gostem das escolhas.