blog-post-img-3270

Rurouni Kenshin, o filme

Alô pessoal! Vamos estrear 2013 com review.

Quem não vivia em universos fantásticos quando novo? Fossem contos de fadas, HQs, mangás ou livros maravilhosos, muita gente teve uma infância cheia de mundos distantes, onde o impossível era possível. Muitos perdiam horas imaginando como seria ver estes mundos um dia.

O cinema nunca desistiu de tentar trazer a fantasia para as telonas. E com o sucesso de filmes como 300, Batman Begins e Iron Man, finalmente conseguiu.

Com o universo japonês, as coisas ficam mais complexas. O Japão tem histórias muito ricas em mangás e animes, mas nunca conseguiu adaptar estas histórias para o chamado “live action”. Em junho de 2011, anunciaram a produção de Rurouni Kenshin, um dos mangás/animes mais queridos por aqui. Imaginem o terror dos fãs. Podia ser um desastre completo.

Saíram teasers, cartazes, entrevistas e cenas de bastidores que instigaram o público. Parecia tudo muito bom, mas… Será que o filme decolaria? Em 25 de agosto de 2012, o filme estreou no Japão. E é hora de saber se os mangás tiveram justiça nas telonas. A resposta é…

rkSIM! Posso afirmar que Rurouni Kenshin: Meiji Kenkaku Roman Tan (ou apenas “filme do Samurai X”, pra quem não conseguir pronunciar tudo isso) é o Batman Begins do cinema japonês, com muito mais intensidade. O filme está fiel ao original, tem uma fotografia impecável, caracterizou os atores perfeitamente, trouxe uma trilha sonora excelente e tem um enredo ótimo, costurando os fatos sem perder nenhuma qualidade. Keishi Otomo é o diretor. E está de parabéns.

Ficou perfeito. Para quem nunca viu Rurouni Kenshin na vida, é um filme eletrizante, com cenas de ação super realistas e empolgantes, momentos de comédia marcantes – e característicos do anime – e até um romance inocente ensaiado (Kaoru e Kenshin, que belezinha). Para quem lia e via as aventuras do ronin, é um espetáculo. E para quem gostava das músicas de abertura e encerramento, um bônus: duas delas tiveram trechos transformados em diálogo. E em momentos cruciais do filme.

E uma salva de palmas aos atores, por favor. Eles fizeram um trabalho. Personagens que por vezes eram inúteis nas histórias (como a Kaoru) se tornaram consistentes, a até angariam simpatia. Os rapazes, além de excelentes atores, são lindos! Quem quiser mandar o Saito e o Sanosuke para o QG,pode mandar! As meninas agradecem!

tumblr_mfgjbzeghY1rx419io1_250Rurouni Kenshin é um dos melhores filmes de 2012. Arrisco dizer que ganha de O Hobbit, clássico do universo Tolkien muito aguardado. Para quem não acompanha o universo otaku, é uma ótima dica de entretenimento. E para quem é fã hardcore desse ronin, é uma viagem de duas horas a uma das histórias de espadas mais gostosas já escritas. Acreditem: assim que o filme acabara, vocês se verão revendo capítulos do anime, ou revirando a coleção de mangás. Filme nota 10! Aliás, podem preparar o coração: a sequência foi anunciada lá na Espanha.

É isso, pessoas… Até a próxima! Silent Hill 2 já está quase aí.E claro, contaremos tudo.

Lekkerding 237 posts

Cúspide e Gêmeos e Câncer. Corinthiana não praticante. Indie até os ossos. Advogada. Blogueira. Eterna estudante. Jogadora de handebol e de rugby, aposentada compulsoriamente. Fã de cerveja, de um bom papo, da internets e da (boa) política. Amante de David Bowie e de Florence & the Machine. Chata. Sem mais.

"Quem sabe respirar o ar de meus escritos sabe que é um ar das alturas, um ar forte. É preciso ser feito pra ele, senão há o perigo nada pequeno de se resfriar. O gelo está próximo, a solidão é monstruosa (...) Quanta verdade suporta, quanta verdade ousa um espírito? Cada vez mais tornou-se isto pra mim a verdadeira medida de valor. Erro não é cegueira, erro é covardia... Cada conquista, cada passo adiante no conhecimento é consequência da coragem, da dureza consigo, da limpeza consigo... Eu não refuto os ideais, apenas ponho luvas diante deles... Lançamo-nos ao proibido: com este signo vencerá um dia minha filosofia, pois até agora proibiu-se sempre, em princípio, somente a verdade."

Friedrich Nietzsche

Porque toda semana - lembrem-se, minhas semanas são relativas - deixarei algo bacana pra vocês verem/ouvirem. Espero que gostem das escolhas.