blog-post-img-1089

Sobre Viviane Wabbe

E já começamos o ano com essa bomba. Depois da notícia da estagiária que se matou após sofrer abusos na festa de fim de ano de um escritório de advocacia, a nets está cheia de textos falando do caso com toda a pompa e circunstância de experts. Muito me surpreende que tanta gente saiba mais que a polícia, ao falar do caso como se tivesse acompanhado todas as circunstâncias.

Eu não sei se vocês perceberam, mas nem família, nem amigos da menina estão dando pitacos. Isto porque nem eles sabem o que aconteceu. Eles estão fazendo o que vocês já deveriam saber fazer nessas horas: esperam os trabalhos da polícia.

Eles, aliás, estão em luto. Eles perderam alguém querido. E vocês poderiam ter o bom senso de dar os pêsames, pelo menos, antes de sair conjecturando abobrinhas sobre culpas.

Não venho aqui defender ninguém, nem acusar ninguém. Só gostaria de fazer um pedido, que aliás é repetição de um mantra. Parem de presumir as coisas pelo que não foi dito. A família da moça não diz nada, o escritório diz menos e a polícia passou pouquíssimas informações. A única coisa que se pode afirmar é que algo aconteceu na festa de fim de ano. Vocês não sabem o que houve, e também não possuem licença para brincar de CSI São Paulo. Parem. Isso só atrapalha a polícia e machuca as pessoas envolvidas de verdade no assunto.

Pelo menos esperem a conclusão das investigações. E façam algo que o Datena sempre esquece para conseguir audiência, mas vocês, enquanto seres humanos ainda pensantes (como eu gostaria de acreditar) deveriam lembrar: respeitem o luto alheio. Uma coisa terrível aconteceu com essas pessoas. Deixem-os em paz com a dor, por favor.

Lekkerding 237 posts

Cúspide e Gêmeos e Câncer. Corinthiana não praticante. Indie até os ossos. Advogada. Blogueira. Eterna estudante. Jogadora de handebol e de rugby, aposentada compulsoriamente. Fã de cerveja, de um bom papo, da internets e da (boa) política. Amante de David Bowie e de Florence & the Machine. Chata. Sem mais.

"Quem sabe respirar o ar de meus escritos sabe que é um ar das alturas, um ar forte. É preciso ser feito pra ele, senão há o perigo nada pequeno de se resfriar. O gelo está próximo, a solidão é monstruosa (...) Quanta verdade suporta, quanta verdade ousa um espírito? Cada vez mais tornou-se isto pra mim a verdadeira medida de valor. Erro não é cegueira, erro é covardia... Cada conquista, cada passo adiante no conhecimento é consequência da coragem, da dureza consigo, da limpeza consigo... Eu não refuto os ideais, apenas ponho luvas diante deles... Lançamo-nos ao proibido: com este signo vencerá um dia minha filosofia, pois até agora proibiu-se sempre, em princípio, somente a verdade."

Friedrich Nietzsche

Porque toda semana - lembrem-se, minhas semanas são relativas - deixarei algo bacana pra vocês verem/ouvirem. Espero que gostem das escolhas.